menu lateral

Interar-te - Programação 2017

Coordenação: Andrea Amaral Biella (educadora - MAC USP)

O programa Interar-te proporciona momentos de integração entre crianças, jovens e seus acompanhantes adultos - familiares ou amigos - através de atividades lúdicas motivadas pelas exposições em cartaz no MAC USP.

25 | janeiro
Estampas (re)veladas
A obra Onça Pintada nº 1, de Leda Catunda, presente na mostra A Casa, será o ponto de partida para conversas sobre estampas e padronagens industriais e artesanais. A diversidade de materiais, suportes e procedimentos, característicos da produção da artista, também será abordada na leitura da obra selecionada. Para finalizar, tecidos serão estampados artesanalmente pelas famílias em uma oficina. É importante que os participantes tragam um pote de tinta para tecido da cor de sua preferência, para ser compartilhado com os demais na obtenção das cores desejadas.

18 | fevereiro
O que se mexeu?
Na exposição Vizinhos Distantes: Arte da América Latina no Acervo do MAC USP, conheceremos a obra Vibrações, 1963, do artista venezuelano Jesús Rafael Soto. Ao observarmos esta obra poderemos perceber que, se nos mexermos, ela nos causará a sensação de que é ela que se movimenta. Em seguida, para exercitar efeitos ópticos como os causados por esta obra, as famílias serão convidadas a participar de uma oficina de criação de objetos, desenhando no espaço com fios de metal, como fez o artista.

18 | março
O que sua roupa diz sobre você?
Na exposição Visões da Arte no Acervo do MAC USP: 1900-2000, a obra De tudo aquilo que pode ser I, II e III, 1967, da artista Cybèle Varela, motivará conversas sobre as diferentes formas das mulheres se vestirem e como isso pode gerar visões diferentes sobre quem ela é ou como ela se sente, pelas pessoas que estão à sua volta. Após a discussão, os participantes farão uma oficina com a produção de um livro que possibilite a criação de diferentes combinações de roupas.

29 | abril
Nossa cidade
Nesta edição do programa as famílias conhecerão a obra Estrada de Ferro Central do Brasil, 1924, de Tarsila do Amaral, que integra a exposição Visões da Arte no Acervo do MAC USP: 1900-2000. Depois, em uma oficina, as famílias criarão elementos urbanos em estêncil para a elaboração de um trabalho coletivo, a “nossa cidade”.

21 | maio
Arte Manifesta - Divulgando ideias com lambe-lambe
Depois de visitar algumas obras em cartaz relacionadas a questionamentos e críticas político-sociais, as famílias participam de uma oficina de produção de cartazes lambe-lambe.

24 | junho
Venerável público: o circo... chegou!
Nesta edição do programa as famílias conhecerão a obra O Grande Circo, 2013, de Ana Prata, que integra a exposição Os Desígnios da Arte Contemporânea no Brasil. Depois, em uma oficina de livro dobrado, as famílias discutirão suas memórias sobre o circo e compartilharão suas diferentes vivências a partir da produção de imagens que as representem.

19 | agosto
Tintas em movimento
A obra Délfica, 1963, do artista Flávio-Shiró, integra a exposição Reserva em Obras e será o foco desta sessão. Depois de conversas sobre abstração informal e gestualidade na pintura, os participantes serão convidados a participar de uma oficina para exercitarem a espontaneidade de seus próprios gestos.

16 | setembro
Nós que escolhemos!!!
Quem escolhe as obras para uma exposição, a partir de uma pesquisa, chama-se curador. Na exposição MAC USP no Século XXI – A Era dos Artistas, a curadora Katia Canton organizou as obras em ordem alfabética pelo nome dos artistas, sem querer selecioná-las a partir de um tema. Assim, depois da visita à exposição, os participantes serão convidados a realizar sua própria curadoria.

28 | outubro
Tintas em movimento
A obra Délfica, 1963, do artista Flávio-Shiró, integra a exposição Reserva em Obras e será o foco desta sessão. Depois de conversas sobre abstração informal e gestualidade na pintura, os participantes serão convidados a participar de uma oficina para exercitarem a espontaneidade de seus próprios gestos.

11 | novembro
É mesmo necessário?
A partir da visita à instalação Somente o Necessário, do artista Marcelo Zocchio, e da observação das imagens com os objetos construídos pelo artista, será proposta uma conversa sobre consumo, descarte e reutilização de produtos. Depois, os participantes serão convidados para uma oficina de construção de objetos a partir de materiais reutilizados.

Voltar

Localização

Contato


Crédito | Conteúdo