menu lateral

Coordenação
Andrea Amaral Biella (educadora - MAC USP)

O programa Interar-te proporciona momentos de integração entre crianças, jovens e seus acompanhantes adultos - familiares ou amigos - através de atividades lúdicas motivadas pelas exposições em cartaz no MAC USP.

15 | janeiro
Jeitos de mostrar o mundo em que se vive
As obras dos artistas Antonio Henrique Amaral e Humberto Espíndola, na exposição Um dia terá que ter terminado 1969/74, serão motivo de uma oficina sobre pintura alegórica com os participantes.

5 | fevereiro
Que Tipo é Esse?
A obra de Waldemar Cordeiro, na exposição Um dia terá que ter terminado 1969/74, será motivo de uma oficina sobre representação por meio de letras e pontos.

30 | abril
Fazendo Arte com a Televisão
As obras de videoarte da década de 70, na exposição Um dia terá que ter terminado 1969/74 serão motivo de uma oficina onde os participantes vão criar pequenos vídeos artísticos usando imagens em movimento.

14 | maio
Minha casa, meu olhar
A visita às obras de Volpi na exposição Alfredo, Eleonore, Fang e Mira: Aspectos da Pintura na Coleção Theon Spanudis será acompanhada com jogos e brinquedos do Progama MEL (Museu, Educação e o Lúdico), sob coordenação da educadora Maria Ângela Serria Francoio. Em seguida haverá uma oficina de pintura com a tinta produzida pelos próprios participantes.

21 | maio
Guardar para quê, guardar o quê?
Na Semana dos Museus o programa vai conversar sobre o que se coleciona na memória familiar para facilitar a compreensão da constituição da memória institucional, tendo como foco a exposição Um Dia Terá que Ter Terminado 1969/74.
Participação especial de Silvana Karpinscki, especialista em documentação museológica, responsável pelo arquivo MAC USP

30 | julho
Mira
A partir de uma visita às obras de Mira Schendel na exposição Um Dia Terá que Ter Terminado 1969/74, o programa propõe um debate sobre o trabalho da artista e o desdobramento de uma oficia com os participantes.

3 | setembro
Cópias de Mim Mesmo
A obra Narcisse / Exercício de Me Ver VIII, de Hudinilson Júnior, que integra a exposição MAC em Obras, é o ponto de partida para exercícios de registro do corpo dos participantes.

24 | setembro
MAC em Obras
Com a participação de Ariane Lavezzo, especialista em conservação e restauro do MAC USP, o encontro abordará aspectos relacionados à manutenção de acervos de arte contemporânea com ênfase nas obras dos artistas Abraham Palatnik, Nina Moraes, Anna Barros, Maria Tomaselli e Edgar Racy, presentes na exposição MAC em Obras.

22 | outubro
Arte no Ar
A obra Grande Móbile Branco, de Alexander Calder, integrante da exposição Modernismos no Brasil, será o ponto de partida para o conhecimento de parte da produção cinética e lúdica deste artista e motivará a construção de móbiles pelos participantes.

26 | novembro
Como eu nos vejo
Diferentes formas de representação da figura humana presentes nas obras da exposição Modernismos no Brasil serão o ponto de partida para a construção de retratos dos participantes e suas famílias. A atividade ainda será enriquecida com a utilização de jogos do programa MEL – Museu, Educação e o Lúdico, coordenada pela também educadora do MAC, Maria Ângela Serri Francoio.

Voltar

Localização

Contato


Crédito | Conteúdo