menu lateral

Interar-te - Programação 2016

Coordenação: Andrea Amaral Biella (educadora - MAC USP)

O programa Interar-te proporciona momentos de integração entre crianças, jovens e seus acompanhantes adultos - familiares ou amigos - através de atividades lúdicas motivadas pelas exposições em cartaz no MAC USP.

21 | janeiro
Tão perto mas tão longe do olhar
Métodos de laboratório de microbiologia presentes na obra “MicroMACRO-laboratório portátil”, do artista colombiano Hamilton Mestizo, que integra a mostra Campos Alterados - Cubo Verde Cubo Branco, serão experimentados pelos participantes em uma oficina de desafios ao olhar. A observação de micro universos que nos rodeiam em imagens ampliadas que saltam aos olhos será o tema da atividade que pretende aguçar a percepção das famílias para este mundo que de tão próximo, nem é notado. Para este dia solicitamos que os participantes tragam um aparelho celular com câmera fotográfica e cabo USB para descarregar as imagens obtidas.

13 | fevereiro
Relações possíveis: por que esta obra e não outra?
A exposição em processo Visões da Arte no acervo do MAC USP 1900-2000: Bastidores será ponto de partida para um exercício com as famílias sobre curadoria. Com imagens de obras da coleção do Museu, serão convidadas a propor relações entre estas e as obras expostas, justificando suas escolhas. Ainda, as áreas de trabalho e as ações envolvidas da seleção curatorial à chegada das peças no espaço expositivo serão abordadas durante a atividade pelos educadores.

19 | março
Criar para a Vida
Para o artista italiano Fortunato Depero a arte deveria ocupar a rua e a vida das pessoas. Entre cartazes, capas para revistas, figurinos e obras de arte, também projetou peças para tapeçaria e capas de almofadas. A partir dos mosaicos de tecidos coloridos, presentes na exposição Depero Futurista e Artista Global, as famílias criarão painéis que poderão ser utilizados como bandôs ou mesmo capas de almofadas. Para este dia, solicitamos que os participantes tragam retalhos de tecidos lisos de cores diversas.

16 | abril
Estampas (re)veladas
A obra Onça Pintada nº 1, de Leda Catunda, presente na mostra A Casa, será o ponto de partida para conversas sobre estampas e padronagens industriais e artesanais, assim como a diversidade de materiais, suportes e procedimentos da pintura na arte contemporânea brasileira. Para finalizar, tecidos estampados serão repintados pelas famílias em uma oficina. Para este dia é necessário que os participantes tragam uma bisnaga de tinta acrílica da cor de sua preferência, para ser compartilhada com os demais na obtenção das cores desejadas.

27 | agosto
Estampas (re)veladas
A obra Onça Pintada nº 1, de Leda Catunda, presente na mostra A Casa, será o ponto de partida para conversas sobre estampas e padronagens industriais e artesanais, assim como a diversidade de materiais, suportes e procedimentos da pintura na arte contemporânea brasileira. Para finalizar, tecidos estampados serão repintados pelas famílias em uma oficina. Para este dia é necessário que os participantes tragam uma bisnaga de tinta acrílica da cor de sua preferência, para ser compartilhada com os demais na obtenção das cores desejadas.

24 | setembro
Caderno de artista - estudos e mais estudos
Na exposição Samson Flexor: Traçados e Abstrações, os cadernos do artista e alguns de seus estudos para pinturas serão o ponto de partida para uma oficina sobre composições abstratas, com formas geométricas, cores e muitas linhas. Ao final, os familiares montarão um caderno coletivo com os estudos produzidos.

19 | novembro
Em Ritmo Acelerado
As esculturas futuristas do artista italiano Umberto Boccioni, presentes na exposição Visões da Arte no Acervo do MAC USP 1900-2000, representam o movimento de uma pessoa e da expansão de uma garrafa no espaço. Motivadas por estas obras que datam dos anos 10 do século passado, as famílias serão convidadas a uma oficina onde representarão pessoas ou objetos em movimento e suas relações com o espaço.

3 | dezembro
Isto é arte! #sqn
Na exposição Gustavo von Ha – Inventário; Arte Outra o artista apresenta obras que motivam discussões sobre autenticidade e autoria em artes visuais. Depois de visitar a exposição, as famílias serão convidadas a participar de uma oficina onde produzirão um trabalho com procedimentos muito semelhantes aos de um outro artista, escolhido dentre as muitas obras em exposição no MAC. Para finalizar, retomarão a discussão inicial sobre a autoria na criação artística, a partir da observação de seus próprios trabalhos realizados na oficina.

Voltar

Localização

Contato


Crédito | Conteúdo