menu lateral

Coordenação
Andrea Amaral Biella (educadora - MAC USP)

O programa Interar-te proporciona momentos de integração entre crianças, jovens e seus acompanhantes adultos - familiares ou amigos - através de atividades lúdicas motivadas pelas exposições em cartaz no MAC USP.

25 | janeiro
Imagem Informa
Depois de visitar os cartazes que Julio Plaza fez para o MAC USP entre os anos de 1974 e 1977, presentes na exposição Julio Plaza - Indústria Poética, as famílias serão convidadas a produzir um projeto de cartaz sobre a aniversariante do dia, a cidade de São Paulo.

22 | fevereiro
Curtindo a própria imagem
O culto à própria imagem, tema presente em obras da exposição Hudinilson Junior: Em torno de Narciso, será motivo para diálogo entre os participantes e oficina sobre a representação do próprio corpo.

22 | março
Que plano é esse?
Obras da série "Zootécnico", de João Loureiro, integrantes da exposição Para Além do Ponto e da Linha: Arte Moderna e Contemporânea no Acervo do MAC USP , serão ponto de partida para uma oficina de tridimensionais a partir de suportes bidimensionais.

17 | maio
Missão Arquitetônica
Desbravar o interior da obra Transarquitetônica, site specific de Henrique Oliveira, será o objetivo de uma investigação quase científica com as famílias.

29 | junho
Multiplicando ideias em imagens – oficina de xilogravura
Obras de Vânia Mignone, integrantes da exposição Vânia Mignone. Cenários, serão ponto de partida para uma oficina de xilogravura com os participantes. É recomendável um acompanhante adulto por criança de 6 a 12 anos.

15-17 | julho
Pinturas macias - férias em família no MAC
Série de encontros com oficina de pintura em tecidos, linhas e muitos adereços após visita às obras de Leda Catunda presentes na exposição Pintura como meio: 30 anos depois.

9 | agosto
Imagens de pernas para o ar
Visita à exposição Fronteiras incertas: arte e fotografia no acervo MAC USP será o ponto de partida para uma oficina de confecção de uma câmara escura, na qual os participantes observarão imagens ao redor de modo surpreendente.

13 | setembro
Em cena
Após a visita à exposição Vânia Mignone: Cenários , os participantes serão divididos entre modelos e desenhistas, numa oficina sobre diferentes modos de representação do corpo humano.

18 | outubro
É para ouvir?
A obra Horizonte Eólico, de Paulo Nenflídio, será motivo para a experimentação de sons a partir de objetos do cotidiano e a elaboração de um projeto de objeto visual e sonoro, em família.

29 | novembro
É para ouvir?
A obra Horizonte Eólico, de Paulo Nenflídio, será motivo para a experimentação de sons a partir de objetos do cotidiano e a elaboração de um projeto de objeto visual e sonoro, em família.

Voltar

Localização

Contato


Crédito | Conteúdo