menu lateral

Jornadas de Estudos Conceitualismos Latinoamericanos

Artista convidado - Horacio Zabala (argentina)
Coordenação: Cristina Freire (MAC USP)
5 a 7 de maio de 2015, às 14h30
MAC USP Ibirapuera

Como atividade preparatória para a exposição Vizinhos Distantes: América Latina no Acervo MAC USP, o Museu realiza a Jornada de Estudos Conceitualismos Latinoamericanos, tendo como convidado o artista Horacio Zabala.

Atividades programadas
- Conceitualismos da América Latina. Horacio Zabala em conversação com Cristina Freire.
- Marcel Duchamp: legado permanente para artistas conceituais. Ready-made, colagem, projetos e escritos de artistas.
- Aspectos de uma obra: a trajetória de Horacio Zabala.

Valor- R$ 50,00 (alunos USP isentos)

Informações e inscrições - 11 3091.3559 - cursosmac@usp.br

Apoio
Programa de Pós-Graduação Interunidades em Estética e História da Arte - USP
GEACC – Grupo de Estudos em Arte Conceitual e Conceitualismos no Museu
CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

Sobre Horacio Zabala
Arquiteto, artista e teórico, formou-se em Arquitetura pela Universidade de Buenos Aires. Em 1967 realizou sua primeira exposição individual. Foi membro do Grupo de Los Trece. Desde o final dos anos 1960, sua obra dialoga com as vertentes conceitualistas, com a aproximação entre o fazer estético, ético e político, num crescente distanciamento das instituições artísticas e das técnicas tradicionais. Realizou curadorias de diversas mostras. A primeira, hoje antológica, foi realizada em 1975, juntamente com artista Edgardo-Antonio Vigo, a Última Exposição Internacional de Arte Correio, na Galeria Arte Nuevo, em Buenos Aires. Esta foi a primeira exposição de arte postal na Argentina. Buscou exílio na Itália em 1976, com a instauração do regime militar na Argentina, vivendo por anos na Europa (Roma, Viena e Genebra). Desde os anos 1980, publicou uma série de livros sobre teoria, crítica e história da arte. Desde 1998, quando regressou a Buenos Aires, realizou congressos, palestras, exposições e escreveu sobre arte moderna e contemporânea. Sua produção artística mantém-se coerente e, sobretudo, crítica às questões sociopolíticas e à problematização da própria linguagem artística. Em 2013, o Museu da Universidade Nacional de Febrero, em Buenos Aires, organizou uma retrospectiva de suas obras, Horacio Zabala, desde 1972.

Localização

Contato


Crédito | Conteúdo