Grupo BOA
Irradiações de Phases no Chile
Grupo Austral do Movimento Phases

As chaves de PHASES são em primeira instância um espaço de liberdade da arte ao imaginário, uma apelo à interatividade, ao jogo de sensibilidades entre artista e público intermediado pela obra, ao inconsciente, ilimitado e fascinante.

Embora herdeiro do Grupo CoBrA que apoia a utopia do Homo Ludens, substituindo o Homo faber; do lúdico em lugar do funcional, PHASES insiste na lei do imaginário, do automatismo psíquico, menos Freudiano que o Surrealismo de Breton e muito mais CoBrA, vital, tendo nascentes na arte primitiva, naïf, nos arcaísmos, no imaginário dos loucos e das crianças.

Na sua impulsão libertária, PHASES constitui-se em um fluir constante no tempo, um resgatar do interior humano, do subconsciente, das emoções, pesquisando as formas vistas, não exteriormente, mas as que brotam em nossa tela anterior. Estas formas são vivas e irreprimíveis, como os processo vitais, semelhantes ao respirar dos principais fundadores de PHASES e o grande organizador das irradiações intercontinentais do movimento.

Daisy V. M. Peccinini [coordenadora]