IRRADIAÇÃO
NO CHILE

Grupo Austral do Movimento Phases
Phases
Grupo Boa
No final dos anos 60, Ludwig Zeller e Susana Wald se integram ao movimento PHASES em Santiago nos últimos anos da década de 60. Zeller, poeta e artista plástico, estivera atuando junto com outros poetas surrealistas chilenos, Gomes Correa e Cárceres, do grupo Mandrágora. No tocante a PHASES, Jaguer o destacara como um importante poeta collagista. Como Max Ersnt fizera, Zeller apontou novos horizontes para a collage. Seus trabalhos ressaltam o problema da justaposição de imagens, como o princípio central da collage, desvinculando do conceito limitado da collage, como aquilo que é colado. Trabalhando com fotografias e ilustrações, supera o conceito dos “papéis colados” do Cubismo.

Seus trabalhos constituem-se em exploração ilusionista e cultivam, sobretudo, os efeitos de deslocamento sistemático de imagens-situações, emanações da memória de sua infância no deserto de Atacama, das rodas de papelão recobertos de ilustrações de revistas, usadas como brinquedos, que atirava ao vento que os carregava para longo, para depois de algumas horas traze-las de volta.

Os desenhos a nanquim de Susana Wald emanam a magia da fantasia dos contos infantis. A artista húngara traz raízes da Europa Oriental, através das fábulas e contos de entes-animais mágicos. Elabora imagens que deslizam efêmeras e dinâmicas sobre o papel, como os versos de Zeller, que estes desenhos ilustram.

Daisy V. M. Peccinini [coordenadora]