Namorados no café
1950/51
óleo s/ tela, 99.8 x 97.0 cm
Doação MAM/SP

Esta obra, com características do abstracionismo lírico, não abandona as origens cubistas do pintor. A abstração plena não é atingida, embora as formas geométricas apareçam distorcidas e alongadas, ao mesmo tempo em que as figuras se distinguem pelo jogo de cores e uso de algumas linhas.

Chastel aborda um tema cotidiano, optando pelo pouca figuração. A composição cromáticada obra utiliza-se das cores ricas, principalmente do amarelo e seus tons variantes, que ocupam zonas especificas dentro do quadro, para representar os namorados no café. A principio, pernas, mesas e cadeiras parecem formar um corpo só, um ambiente de integração. Com um olhar atento, no entanto, os elementos do quadro mostram-se autônomos.

Carolina Amaral de Aguiar
(bolsista IC - FAPESP)
Profª Drª Daisy Peccinini
(responsável pelo projeto)