Árvores à beira d'água
1944
Óleo s/ cartolina, 65.2 x 46.2
Doação Francisco Matarazzo Sobrinho

A obra de Bazaine é uma síntese entre tradição e modernidade. Abdicando da figuração, o artista procura resgatar a trajetória da pintura francesa, inspirando-se na arte medieval e no cubismo. Árvores à Beira d`Água concilia estas duas correntes da arte francesa, estabelecendo um paralelo entre elas.

O quadro se destaca pelas formas alongadas, que se apresentam como "manchas" cromáticas concentradas em zonas. As linhas grossas, realizadas com generosas pinceladas demarcam alguns limites, impedindo que a figura seja totalmente abandonada. O uso de cores como o azul e o vermelho, remete-se aos vitrais góticos, transformando a arte francesa mais tradicional em arte de uma nova vanguarda.

Carolina Amaral de Aguiar
(bolsista IC - FAPESP)
Profª Drª Daisy Peccinini
(responsável pelo projeto)