Como Cães, 1962
Litografia à cores s/ papel,
50.0 x 65.4 cm

De título agressivo, Como Cães é um exemplo de espontaneidade e violência na obra de Alechinsky. O processo de criação, baseado na explosão de traços inspirados pelas mãos do artista, faz da obra uma manifestação não planejada. O caráter não-figurativo causa, no espectador, a impressão de que os inúmeros riscos finos ao fundo poderão se organizar de diferentes maneiras, dando vida própria à obra.

No centro da litografia, há a presença de traços grossos, que dividem a obra em zonas cromáticas. O vermelho, o amarelo e o verde concentram-se em lugares definidos, acentuando ainda mais o aspecto chocante da obra. As linhas e as cores disputam o espaço e parecem brotar independente da vontade do artista. No entanto, todos estes elementos estão submetidos a um único princípio: a criatividade de Alechinsky.

Mostrando a Língua Home Page do Grupo CoBra