Auto-retrato e mão, 1942, Col. Biblioteca Mário de Andrade/SP

A Dança de Bandeirolas, 1943
Têmpera s/ tela, 57,0 x 46,5 cm
Doação Francisco Matarazzo Sobrinho

Nesta pintura se evidenciam duas importantes características da obra de Clóvis Graciano - o interesse pela figura humana, em movimento e pelos folguedos populares. A composição se estrutura mediante um desenho ágil de linhas dinâmicas, que alçam com leveza dançarinos no ar. Os acordes de tonalidades marrons, cinzas e verdes-escuros se contrapõem aos brancos luminosos das roupas que ondulam, acentuando os movimentos dos dançarinos. As bandeirolas coloridas ao fundo aumentam a atmosfera festiva.

Profª Drª Daisy Peccinini

< volta