Manifestação radical do Modernismo do século XX, as vanguardas queriam romper de forma revolucionária com a tradição e com as normas das Academias de Belas-Artes. Por isso, fizeram uso de um termo militar que definia a linha de frente, mais destrutiva do exército.

Emergem de forma dinâmica e seqüencial nas primeiras décadas, constituindo os chamados movimentos de arte moderna, tomando várias denominações:
As vanguardas parecem desaparecer com a II Guerra Mundial. Entretanto, em países subdesenvolvidos, como observa o historiador Argan, elas recrudescem. No Brasil, os movimentos concretos e neo-concretos dos anos 50 e a nova objetividade brasileira, nos anos 60, são exemplos típicos de neo-vanguardas.

A pós-modernidade instaurada pôs um ponto final para o fenômeno das vanguardas.

HOME PAGE DO PROJETO
MENU EXPRESSIONISMO |  MENU CONSTRUTIVISMO |  MENU ABSTRACIONISMO