QUADRO PARA JOVENS, 1943
ÓLEO S/ TELA, 
60.2 x 75.5 cm
DOAÇÃO MAMSP
 
Do período em que esteve refugiado em Nova Iorque, de 1941 a 1949, por causa da guerra, pertence a tela da Coleção do MAC-USP Quadro para Jovens, 1943.
Um universo particular subverte o aspecto natural dos elementos, por outra aparência fantástica, uma estranha dimensão cósmica articulada em varias cenas emolduradas dentro da mesma tela. 
Usa aqui o recurso da tela sinóptica, onde há o encontro de diversas cenas, com molduras ilusórias, como janelas que mostram paisagens imaginárias, de vegetação grotesca. 
As experiências da frottage são evidentes nestes pseudo painéis de madeira, como nos troncos fossilizados. 
A presença da natureza caótica - seres vegetais e minerais hibridizados a fragmentos orgânicos de animais e humanos se soma ao ambiente obscuro, indeterminado, onde uma única vela retorcida tendo uma chama trêmula.
Estes elementos refletem o clima conturbado da guerra e contrapõem-se ao o sentimento de esperança no futuro, evidente no título do quadro, na faixa inferior da composição - o sol aureolado contra o céu azul por sobre a barreira dos troncos mortos - e ao lado, a atmosfera de fulgurante amarelo. 

A pintura parece ser um convite para as jovens mentes se atirarem ao mundo desconhecido e fascinante da imaginação. 


 
MAX ERNST