Constant Permeke,Alberto Saverys, os irmãos Gustave e Léon de Smet, Fritz van den Berghe, Edgar Gevaert, Huber Malfait, Jules de Sutter, Piet Lippens constituíram, na cidade de Laethem-Saint-Martin, por volta de 1910, o segundo grupo Laethem. Essa reunião de artistas opunha-se ao Impressionismo e, em vez de pintarem paisagens ao ar livre, como os do primeiro grupo Laethem, fundadores da escola em fins do século XIX, aspiravam a uma concepção mais humanista da realidade centrada no homem natural: daí sua predileção pela figura dos aldeões e camponeses, buscando representá-los com expressiva vitalidade e até mesmo certa leveza. Foram artistas que se preservaram dos aspectos patológicos e perversos, muito comuns no Expressionismo.

Reuniam-se num modesto botequim da cidade. Mas, com o início da I Guerra Mundial (1914), tiveram que partir para a Holanda, retornando à Bélgica com o final da guerra. Estimulados por Permeke, voltaram a se reunir em Laethem.

Apesar dos ataques que o grupo sofria por parte da Acadêmia, o sucesso alcançado fez com que exercesse forte influência sobre a pintura flamenga, vindo a ser o responsável pela divulgação do Expressionismo na Bélgica.

HOME
MAPEAMENTO MÓDULO I - EXPRESSIONISMO FLAMENGO
MENU EXPRESSIONISMO - MENU CONSTRUTIVISMO - MENU ABSTRACIONISMO