Grosz.gif (1996 bytes)
1893 - 1959, Berlim, Alemanha
Um dos grandes artistas da Nova Objetividade/Neue Sachlichkeit, terceira manifestação do Expressionismo Alemão. 
Desenhista, escritor e pintor, estudou na Academia de Belas Artes de Dresden de 1909 a 1911; logo em seguida, de 1911 a 1913, estudou na Escola de Artes de Berlim e no ano seguinte trabalhou no Ateliê Colarossi em Paris, completando seus estudos em 1916.
George Grosz, 1930
George Grosz - M.Kay Fiavell, pg. 66
Aderiu ao partido comunista e ao Club DADA fundado em Berlim, que era formado por Jef Golyscheff, Raoul Hausmann e Wieland Herzfeld. Participou da fundação da Nova Objetividade/Neue Sachlichkeit, na exposição de 1923. Perseguido na Alemanha devido ao conteúdo crítico-satírico de suas obras, mudou-se para Nova Iorque, pelo ano de 1932. Passados vinte e seis anos de residência nos Estados Unidos, decidiu voltar a Berlim. 
 
As obras de Grosz dividem-se em duas fases: uma expressionista-satírica e outra de descrença quanto ao poder de transformação da ordem simbólica de algum sistema econômico ou político pela arte, caracterizada pelas naturezas-mortas, paisagens urbanas e visões das catástrofes da guerra. 

Seus primeiros desenhos aparecem em 1915, com alguma influência de Pascin e de Alfred Kubin.
Trabalhando com Raoul Hausmann e Wieland nas montagens dadaístas, torna-se, em 1923, um expoente dirigente do Nova Objetividade/Neue Sachlichkeit.  

George Grosz, A.Biography
Self Portrait, 1937
Charcoal on paper,
63,4 x 48,1 cm
Hirsnhorn Museum and Sculpture Garden,
Smithsonian Institution
Em 1932, é convidado a lecionar nos Estados Unidos. Devido à Segunda Guerra, o impacto percebido nas artes é de adesão, principalmente na Alemanha, ao Expressionismo e ao Dada. A arte produzida por Grosz caminhará por esses movimentos, transformando-se em paisagens e naturezas-mortas, fruto de uma atitude cética diante das mudanças da vida.

 
 
OBRAS NA COLEÇÃO DO MAC
HOME
MAPEAMENTO MÓDULO I - EXPRESSIONISMO ALEMÃO - NOVA OBJETIVIDADE
MENU EXPRESSIONISMO - MENU CONSTRUTIVISMO - MENU ABSTRACIONISMO