Matisse.GIF (2370 bytes)
"A composição deve visar à expressão, modificar-se com a superfície a cobrir" 
1869, Cateau-Cambrésis, França -
1954, Nice, França
Grande animador do Fauvismo, pintor-referência da arte do século XX, Henri Matisse representou a natureza como o deslocamento do mundo das aparências para o mundo da imaginação e sua dinâmica. 
Filho de comerciantes, estudou Direito em Paris, atendendo ao desejo de seus pais.
Contudo, freqüentando mais o Louvre que a universidade, passou a se dedicar à pintura. Cursou a Academia Julian e freqüentou o ateliê de Gustave Moreau, na Escola de Belas Artes - que não chegou a cursar por ter sido reprovado no exame de admissão.

Henri Matisse
Residoria. C'Educions e 
Publicación - Ministério da Cultura - Barcelona.  pg 117 - s/ legenda
No Louvre, copiava a obra de artistas como Chardin e Rafael, entre outros - que abandonaria ao descobrir Degas, Daumier, Lautrec e as estampas japonesas. Depois de viagem a Provença, Bretanha, Veneza, fez estudo de figura no ateliê de Carrière. Nesse período, conheceria Derain e Puy, futuros companheiros fauvistas.
A sua pintura assumiu características impressionistas e neo-impressionistas.
Nela as cores puras, sua marca registrada, estiveram sempre presentes, levando-o inevitavelmente ao Fauvismo. 
Dirigiu, de forma diferente, sempre o esforço de sua arte, não só na aplicação de cores intensas e puras, como também na afirmação de uma arte nova da pintura constituída de cor, ritmo e linhas essenciais sem transição - envolvendo o branco da tela como composição em espaços luminosos, tecidos por cores em sistemas de relações - oposições-exaltações - que constróem ambientes e figuras - sincopadas - com manchas ou linhas ora retas, ora em arabescos. 
Matisse propôs em seu longo itinerário um projeto de arte lúcido e apaixonado. 
OBRAS NA COLEÇÃO DO MAC
HOME
MAPEAMENTO MÓDULO I - FAUVISMO
MENU EXPRESSIONISMO - MENU CONSTRUTIVISMO - MENU ABSTRACIONISMO