1908 - Winterthur, Suíça
1994 - Berlim, Alemanha
 
 

"... As novas formas de expressão típicas para nossa época são necessárias para a construção de uma ponte entre o mundo da ciência e da técnica e a arte." 
Max Bill. 
Kestner gesellschaft. Hannover Katalog / Katalog 4 ausstellungsjahr, 1968, p.26. 
 
Max Bill desenvolveu atividades em quase todos os ramos da arte - pintura, escultura, arquitetura, design gráfico - com excelência no acabamento e no rigor da composição. 
Estudou na Escola de Artes e Ofícios de Zurique, de 1924 a 27, e na Bauhaus de Dessau, de 1927 a 29. A partir de 1929, ele se engajou em uma variedade de ocupações, trabalhando como pintor, escultor e designer gráfico. De 1932 a 36, fez parte do grupo  Abstraction-Création / Abstrção-Criação.
Em 1936, ele apoiou o termo Arte Concreta (Konkrete Kunst) proposto por Theo Van Doesburg em 1930. Em 1941, em viagem ao Brasil e à Argentina, ele apresentou suas idéias e obras ao público dos dois países. 
Max Bill organizou numerosas exibições de Arte Concreta, entre os anos de 1944 e 64: a exposição de Kunsthalle em Basle (1944), Kunstgesellschaft (1960) e, também em Zürich, Helmhaus (1964). 
Em 1937, Bill criou a associação de artistas suíços modernos Allianz e, em 1941, fundou a editora Allianz. A partir de 1944, passa a lecionar na Technische Hochschule em Zürich, voltando sua atenção particularmente para o design de produto, que foi uma expressão do funcionalismo da Bauhaus.
Em 1947, ele fundou um Instituto para Cultura Progressiva baseada em idéias similares. 
Em 1948, exibiu sua obras em Sttutgart junto com Joseph Albers e Jean Arp e, no ano seguinte, ele mostrou mais de 50 trabalhos em uma exposição organizada com Pevsner e Vantongerloo em Zürich. 
Sendo convidado a participar da Primeira Bienal de São Paulo em 1951, ganha o prêmio aquisição com a obra Unidade Tripartida. Neste ano funda e assume o cargo de reitor da Universidade Hochschule für Gestaltung em Ulm, com a prática voltada para o estudo das técnicas da plástica e do design.

Na exposição Kunsthaus de Zürich, Bill escreveu a introdução do catálogo se apropriando do conceito de Theo Van Doesburg, onde enriqueceu teoricamente a herança construtiva com a alusão às novas pesquisas matemáticas e tecnológicas. Poderíamos dizer que esta designação não traz toda verdade sobre a intenção de Bill, que desejava se utilizar da geometria a fim de apresentar uma nova visão sensível das novas descobertas em ciência. 
O trabalho de Bill foi por algum tempo denominado kalt kunst (arte fria), isto é, uma forma de abstração geométrica ou construtivismo que engendra relações entre as partes de que o trabalho é constituído. 
Suas esculturas foram precursoras das estruturas primárias da Minimal Art. 
Max Bill morreu em Berlim aos oitenta e cinco anos.

 
 
OBRAS NA COLEÇÃO DO MAC
HOME
MAPEAMENTO MÓDULO I - BAUHAUS - NEOPLASTICISMO
MENU CONSTRUTIVISMO - MENU EXPRESSIONISMO - MENU ABSTRACIONISMO