Acervo.JPG (10095 bytes) FIGURAS, 1945
ÓLEO S/ TELA; 55.4 x 46.6 cm
DOAÇÃO YOLANDA PENTEADO E FRANCISCO MATARAZZO SOBRINHO
Essa obra do acervo do MAC pertence à fase em que o artista, já tendo superado o Cubismo e o neoclassicismo, aproxima-se de novo do Surrealismo, do fantástico com leituras de Jung. A apresentação dessas duas figuras é altamente simbólica e universal. A obra parece representar oposições presentes em todos os seres: o princípio feminino e o masculino e, por extensão, as forças ying e yang, da cultura oriental, - elementos que se contrapõem pelo uso das tonalidades claras e escuras que, ao mesmo tempo, se completam, definindo um todo uno e coeso. A composição sintética dos elementos, o fundo indefinido são indicativos da alegoria que caracteriza esse trabalho. Alguns deles trazem a geometrização do momento cubista, certa angulação e reversão do desenho e da perspectiva.
A GRANDE CORUJA, 1948
LITOGRAFIA S/ PAPEL;
 76.4 x 56.0 cm
DOAÇÃO FRANCISCO MATARAZZO SOBRINHO 
Acervo2.jpg (14820 bytes)
 
Pablo Picasso