1882 - Argenteuil-Sur-Seine, França 
1963 - Paris, França
 
Criador do Cubismo junto com Pablo Picasso e Henri Laurens, Georges Braque inicia-se na pintura como pintor-decorador, profissão que herdara do pai e do avô.
Aos 18 anos, mudou-se para Paris, onde freqüentou a Escola de Belas-Artes, adotando, inicialmente, a linguagem impressionista que, aos poucos, assumiu características fauvistas, buscando, com Othon Friesz e Raoul Dufy, não mais a imitação da forma, mas a sua expressão.
 
Foi em 1907, ao ver uma retrospectiva de Cézanne no Salão de Outono e ao conhecer Pablo Picasso, formula com o pintor espanhol um novo conceito de espaço, descobrindo o caminho do Cubismo - marco essencial na história da arte, considerado por ele o meio pelo qual sua pintura desabrochou. Em 1912, criaria uma nova linguagem, a dos papiers collés, abrindo novas trilhas para a arte moderna. 
 
Sua liberdade estética inova a produção pictórica ao incluir letras, jornais e números à composição.
Com esses elementos, ilustrou o conceito de "quadro-objeto", convidando o observador ao raciocínio pictórico, por obrigá-lo a considerar as estruturas da composição e dos contrastes de elementos. Por fim, vieram os temas clássicos e, no ano de sua morte, os pássaros eram sua temática, simbolizando a liberdade - dimensão onde se encontram o instinto e a técnica.
 
OBRAS NA COLEÇÃO DO MAC
HOME
MAPEAMENTO MÓDULO I - CUBISMO
MENU CONSTRUTIVISMO - MENU EXPRESSIONISMO - MENU ABSTRACIONISMO