Cercle et Carré
París 1929 

O Movimento Círculo e Quadrado, de tendência Construtivista e Abstrata, surge em Paris, em janeiro de 1929, como uma espécie de resposta à expansão do Surrealismo. 
Teve como idealizadores o pintor uruguaio Joaquim Torres-Garcia e o escritor e pintor Michel Seuphor, que lançam o períodico Cercle et Carré/Circulo e Quadrado.
O manifesto propunha o reagrupamento dos artistas construtivos: pintores, arquitetos e escultores. 

As discussões entre os artistas do grupo acontecem quinzenalmente nos cafés parisienses, Café Voltaire e depois Brasserie Lipp. 
Contando com cerca de oitenta participantes, artistas de diferentes nacionalidades, o grupo organiza, em abril de 1930, em Paris, a exposição internacional de arte abstrata construtiva com a participação de artistas como: Wassily Kandinsky, Fernand Léger, Jean Arp, Sophie Taeuber-Arp, Torres Garcia, Willi Baumeister, Kurt Schwirtters, Friedrich Vordemberg- Gildewart, Le Corbusier entre outros. 

O jornal Círculo e Quadrado, teve apenas três números (1929 - 1930). Michael Seuphor, doente, é obrigado a deixar a direção da publicação, interrompendo o funcionamento do grupo. Em 1933 Torres Garcia formará em Montevidéu, a Asociación de Arte Constructivo, passando a editar a revista Círculo y Cuadrado, que teve sete números lançados, entre 1936 e 1938, exercendo grande influência na formação de jovens artistas em sua terra natal. 

Embora com duração efêmera, o Movimento Círculo e Quadrado dá um impulso fundamental à Arte Abstrata, tendo uma forma de continuidade no Movimento Abstração - Criação

 
CONSTRUTIVISMOS
HOME
MAPEAMENTO MÓDULO I
MENU CONSTRUTIVISMO - MENU EXPRESSIONISMO - MENU ABSTRACIONISMO