menu lateral

Política de Exposições
(english version)

A política de exposições do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo baseia-se em sua missão institucional, enquanto museu universitário público. Desse modo o MAC USP concebe e produz a maioria das exposições que apresenta, tendo como curadores os membros de seu quadro docente e como objeto as obras pertencentes ao seu acervo.

No museu a curadoria é entendida como um processo curatorial que compreende o ciclo completo de procedimentos técnicos e científicos relacionados à aquisição, interpretação, conservação e divulgação do acervo institucional. O processo curatorial integra as responsabilidades universitárias da pesquisa, ensino e extensão e se materializa numa cadeia de trabalho colaborativa entre os docentes e os especialistas das diversas áreas. O museu conta com equipe própria de especialistas nas áreas de documentação, catalogação, conservação, restauro e educação em arte, além de profissionais responsáveis pelas atividades-meio de produção de exposições e eventos, museografia, designer gráfico e divulgação.

O MAC USP prioriza a concepção e produção de suas próprias exposições, mas realiza também exposições propostas por iniciativa de terceiros ou que integrem programas institucionais específicos.

Leia abaixo a íntegra da portaria que regulamenta a política de exposições do MAC USP


Portaria MAC-02 de 24 de março de 2014

O Diretor do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, no uso de suas atribuições legais, tendo em vista o aprovado na reunião do Conselho Deliberativo, em 06/02/2014, resolve:

Artigo 1 o . – Fica aprovada a política de exposições do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo, anexa a essa portaria.

Artigo 2 o . – Esta portaria entrará em vigor na data de sua publicação.

POLÍTICA DE EXPOSIÇÕES DO MAC USP

O Museu de Arte Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC USP) é um dos mais importantes museus de arte moderna e contemporânea da América Latina. Contando com aproximadamente 8.000 obras, nacionais e internacionais, o acervo do museu cobre um período que vai das vanguardas históricas, do início do século XX, aos dias atuais.

O MAC USP foi criado em 1963, quando a Universidade de São Paulo recebeu as coleções originárias do antigo Museu de Arte Moderna de São Paulo (fundado em 1948). Como museu público universitário, seu principal objetivo é pesquisar e divulgar o seu acervo como parte de suas atividades acadêmicas. A pesquisa acadêmica no MAC USP desenvolve-se nos campos da Arte, Teoria e Crítica de Arte e Arte Educação .

A missão do MAC USP está descrita no Artigo 2 o de seu atual Regimento ( Resolução n.6439, de 17/10/2012 ).

Em 2013 o MAC USP transferiu as exposições para o complexo do antigo Palácio da Agricultura (antigo DETRAN-SP), um dos edifícios projetados por Oscar Niemeyer no Parque Ibirapuera para a celebração do IV Centenário da Cidade de São Paulo. Inaugurado em 1954 o edifício foi reformado e adaptado pela Secretaria Estadual da Cultura para abrigar o museu a partir de acordo entre o Governo do Estado e a Universidade de São Paulo. A sede do museu no campus da USP, na capital de São Paulo, passou a funcionar como suporte do programa acadêmico.

1. Diretrizes gerais:

A política de exposições do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo baseia-se em sua missão institucional, enquanto museu universitário público, acima descrita. Desse modo o MAC USP concebe e produz a maioria das exposições que apresenta, tendo como curadores os membros de seu quadro docente e como objeto as obras pertencentes ao seu acervo.

No museu a curadoria é entendida como um processo curatorial que compreende o ciclo completo de procedimentos técnicos e científicos relacionados à aquisição, interpretação, conservação e divulgação do acervo institucional. O processo curatorial integra as responsabilidades universitárias da pesquisa, ensino e extensão e se materializa numa cadeia de trabalho colaborativa entre os docentes e os especialistas das diversas áreas. O museu conta com equipe própria de especialistas nas áreas de documentação, catalogação, conservação, restauro e educação em arte, além de profissionais responsáveis pelas atividades-meio de produção de exposições e eventos, museografia, designer gráfico, e divulgação.

O MAC USP não realiza exposições de caráter comercial que envolva a venda de obras ou promova empresas, produtos ou serviços.

O MAC USP não realiza exposições que exaltem efemérides políticas, comerciais, filantrópicas ou esportivas. Do mesmo modo não vincula suas exposições a campanhas de qualquer natureza.

O museu reserva-se o direito de não responder a consultas informais sobre propostas de exposição que busquem obter informações contempladas neste documento, seja por correio eletrônico, telefone ou mesmo presenciais.

2. Tipologia das exposições apresentadas pelo MAC USP:

O MAC USP prioriza a concepção e produção de suas próprias exposições, mas realiza também exposições propostas por iniciativa de terceiros ou que integrem programas institucionais específicos. Os tipos de exposições abrigadas pelo museu são descritos detalhadamente nos itens que se seguem. Todas as exposições do MAC USP são realizadas atualmente em sua sede do Parque do Ibirapuera.

2.1. Exposições do acervo:

2.1.1. Exposições do acervo com curadoria própria:

O MAC USP estuda e exibe as obras de seu acervo de acordo com as linhas de pesquisa vigentes no museu, as especialidades de seus curadores e a necessidade de dar visibilidade a determinados segmentos do acervo. (Para as linhas de pesquisa em vigência no MAC USP, veja-se www.mac.usp.br , Programa Acadêmico).

2.1.2. Exposições do acervo concebidas por curadores convidados:

O MAC USP realiza exposições temporárias de seu acervo com curadores convidados, levando em conta as especialidades desses profissionais e as contribuições que possam oferecer para o entendimento das obras pertencentes ao museu. Enquadram-se no perfil de possíveis curadores convidados: docentes da USP ou de outras universidades; críticos e curadores; artistas e alunos de pós-graduação.

2.2. Exposições de obras não pertencentes ao acervo:

2.2.1. Com curadoria própria:

O MAC USP realiza exposições que incluam obras não pertencentes ao seu acervo, com curadoria de um ou mais de seus docentes, caso essa iniciativa seja considerada pertinente para ampliar, aprofundar ou complementar o conhecimento sobre o acervo;

2.2.2. Com curadoria externa:

O MAC USP realiza exposições propostas por terceiros com obras não pertencentes ao seu acervo. Tais propostas são consideradas pertinentes a partir dos seguintes critérios:

- exposições de artistas presentes no acervo do museu que permitam ampliar, aprofundar ou complementar o conhecimento sobre a sua produção e consequentemente sobre as obras pertencentes ao MAC USP;

- exposições sobre movimentos e/ou tendências artísticas relacionadas direta ou indiretamente ao acervo do museu que permitam ampliar, aprofundar ou complementar o conhecimento sobre as obras pertencentes ao MAC USP;

Em todas as propostas de exposição apresentadas por terceiros deve-se considerar:

- que o museu não dispõe de recursos para financiamento de projetos externos, podendo oferecer seu espaço expositivo e respectiva infra-estrutura, além de contrapartidas a serem negociadas pontualmente no momento da assinatura do Termo de Compromisso no caso do projeto ser aprovado;

- a interlocução obrigatória entre os proponentes externos e um ou mais curadores da equipe do MAC USP para adaptação e/ou produção de conteúdos específicos de interesse do museu a serem incluídos nas exposições;

- a interlocução obrigatória entre os proponentes e a equipe de produção, museografia, design gráfico e divulgação do Museu para o estabelecimento dos procedimentos de trabalho comuns e respeito às normas relativas ao Museu e a Universidade de São Paulo ;

- a possibilidade de doação de obras para o acervo a partir das exposições apresentadas por terceiros é especialmente relevante para o MAC USP, desde que atendam aos requisitos explicitados em sua política de ampliação de acervo. Tais propostas serão submetidas à análise, segundo os critérios especificados na referida política, mesmo sendo consideradas prioritárias.

2.2.3. Exposições resultantes de projetos artísticos, encaminhados por artistas ou seus representantes:

O MAC USP acolhe proposições artísticas, que serão analisadas caso a caso.

3. Encaminhamento de propostas de exposição para o MAC USP:

As propostas de exposição para o MAC USP devem ser encaminhadas em nome da diretoria do museu pelo correio ou entregues por portador (não serão aceitas propostas enviadas por correio eletrônico). Somente serão avaliadas as propostas que apresentem os documentos listados a seguir:

- carta de intenções endereçada à diretoria do museu com descrição da proposta de exposição, objetivos, justificativa, público alvo e período previsto para realização;

- ficha técnica completa da(s) obra(s) (título, ano, dimensões, técnica/suporte e tiragem em caso de fotografia, vídeo, gravura e outros meios reprodutíveis);

- reproduções de boa qualidade da(s) obra(s) a serem expostas;

- especificação de exigências especiais de conservação ou modo de exibição da(s) obra(s) quando houver;

- primeira versão do texto curatorial;

- orçamento e fonte de recursos;

- equipe envolvida e responsabilidades;

- cronograma; e

- curriculum vitae atualizado do artista e/ou proponente se for o caso.

4. Prazos para apresentação de projetos de exposição:

As propostas de exposição encaminhadas serão avaliadas entre março e junho e agosto e novembro de cada ano, de acordo com o calendário regimental da Comissão de Cultura e Extensão e d o Conselho Deliberativo do MAC USP. 

Somente serão aceitos projetos de exposição, cuja data prevista para abertura seja de no mínimo um ano a contar da data da aprovação do projeto .

5. Deliberação das propostas de exposição pelo MAC USP:

O museu se compromete a deliberar sobre a proposta de exposição e comunicar o resultado ao proponente no prazo máximo de 90 dias. Esse prazo pode ser alterado caso haja necessidade de esclarecimentos ou informações adicionais por parte do proponente antes da deliberação.

6. Formalização do compromisso

Uma vez aprovada a proposta de exposição em todas as instâncias do MAC USP o proponente receberá um comunicado formal da Diretoria do Museu e será solicitado , em até 30 dias, a assinar o Termo de Compromisso para a viabilização de condições de realização da exposição, no qual estarão estabelecidas as responsabilidades da instituição e do proponente.

7. Endereço de envio das propostas

 Propostas de exposição devem ser enviadas por correio, em nome do Diretor do MAC USP para o seguinte endereço:

Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (MAC USP)
At. Secretaria da Comissão de Cultura e Extensão Universitária
Rua da Praça do Relógio, 160 – Cidade Universitária
05508-050 – São Paulo – SP - Brasil

Publicada no D.O.E em 25/03/2014, Seção 1, página 107

***

Exhibitions Policy
(em português)

The MAC USP Exhibitions Policy is based on its institutional mission as a public, university museum, as described. Thus MAC USP designs and produces most of its exhibitions, its curators are members of its professor boards and the object of exhibitions are the artworks from its own collection.

The museum curatorship is understood as a process which comprises the complete cycle of scientific and technical procedures related to the acquisition, interpretation, preservation and dissemination of institutional collections. The curatorial process integrates the responsibilities of university research, teaching and extension and materializes in a collaborative work chain with professors and experts from various fields. The museum has its own experts in documentation, cataloging, conservation, restoration and art education, and professionals responsible for support activities on the production of exhibitions and events, museology, graphic design and press.

MAC USP prioritizes the design and production of its own exhibitions, but also conducts exhibitions proposed by the initiative of third parties or incorporating specific institutional programs.

Read below the full text of the ordinance that regulates the political exhibition of MAC USP

Ordinance MAC-02 of March 24th, 2014

The Director of the Museum of Contemporary Art of University of S ã o Paulo, in exercise of its statutory duties, in consonance with the approval of the Board of Trustees on february 27th, 2014, has decided:

Article 1. - The Loans Policy attached to this ordinance has been approved.
Article 2 . - This Act is valid from the date of its publication.

EXHIBITIONS POLICY

The Museum of Contemporary Art of the University of S ã o Paulo (MAC USP ) is one of the most important museums of Modern and Contemporary art in Latin America. With approximately 8,000 national and international works, the museum's collection covers a period from the historical avant-gardes of the early twentieth century to today.

MAC USP was created in 1963 when the University of S ã o Paulo received the collections of the former Museum of Modern Art of S ã o Paulo (founded in 1948). As a public university museum, its main aim is to research and promote its collection as part of its scholarly activities. Scholarly research at MAC USP is developed in the fields of Art, Art Theory and Critique, and Art Education.

The mission of MAC USP is described in Article 2 of its current Rules (Resolution n.6439 of October 17th, 2012).

In 2012 , MAC USP started to transfer its exhibitions and collection management infrastructure to the Palace of Agriculture, one of the buildings at Ibirapuera Park complex , designed by Oscar Niemeyer on the occasion of the celebration of the 4th Centenary of the city of S ã o Paulo. Opened in 1954, the building was renovated and adapted by the State of S ã o Paulo Secretary of Culture to house the museum, an agreement between the State Government and the University of S ã o Paulo. The museum headquarters at USP campus in the capital of S ã o Paulo started to function to develop the scholarly program,hosting the Academic Department, classrooms, library, archive, the curatorial records and registrar section, and part of the administrative section.

1. General guidelines:

The MAC USP Exhibitions Policy is based on its institutional mission as a public, university museum, as described. Thus MAC USP designs and produces most of its exhibitions, its curators are members of its professor boards and the object of exhibitions are the artworks from its own collection.

The museum curatorship is understood as a process which comprises the complete cycle of scientific and technical procedures related to the acquisition, interpretation, preservation and dissemination of institutional collections. The curatorial process integrates the responsibilities of university research, teaching and extension and materializes in a collaborative work chain with professors and experts from various fields. The museum has its own experts in documentation, cataloging, conservation, restoration and art education, and professionals responsible for support activities on the production of exhibitions and events, museology, graphic design and press.

MAC USP does not perform commercial exhibitions involving the sale of artwork s or promotion of companies, products or services.

MAC USP does not perform exhibitions that extol political, commercial ,charity or sportsmanship ephemerides . Likewise, MAC USP does not associate its exhibitions to campaigns of any kind.

The museum reserves the right not to answer to informal consultations on exhibiton proposals that seek information contemplated herein (whether by email, telephone or even presential).

2. Typology of MAC USP exhibitions:

MAC USP prioritizes the design and production of its own exhibitions, but also conducts exhibitions proposed by the initiative of third parties or incorporating specific institutional programs. The types of exhibitions hosted by the museum are described in detail in the following items. All MAC USP exhibitions are currently held at its headquarters at Ibirapuera Park .

2.1. Exhibitions of MAC collections:

2.1.1. By MAC curators:

MAC USP studies and displays the artworks in its collection according to its current research lines, the expertise of its curators and the need to give visibility to certain segments of the collection. (For the research lines currently in MAC USP, see www.mac.usp.br, Academic Program).

2.1.2 . By guest curators:

MAC USP holds temporary exhibitions of its collection by guest curators, taking into account the expertise of these professionals and the contributions they can make to the understanding of the works belonging to the museum. Guest curators can be professors from USP or other universities; critics and curators; artists and graduate students.

2.2. Exhibitions of works not belonging to MAC USP collections:

2.2.1. By MAC curators:

MAC USP hosts exhibitions that include artworks not belonging to its collection, curated by one or more of its professors , if considered pertinent to broaden, deepen or complement the knowledge about MAC USP collections;

2.2.2 . By external curators:

MAC USP hosts exhibitions of artwork not belonging to its collections proposed by third parties. Such proposals are deemed relevant based on the following criteria:

- Exhibitions of artists represented in the museum's collection that can widen, deepen or add to the knowledge about their production and consequently on the works belonging to the MAC USP;

- Exhibitions on movements and/or artistic trends related directly or indirectly to the museum's collection that can widen, deepen or add to the knowledge about the works belonging to the MAC USP;

For all exhibition proposals submitted by third parties , it should be considered:

- That the museum does not provide resources to fund external projects and can only offer its exhibition space and related infrastructure, as well as counterparts to be negotiated punctually at the time of signing the Commitment Term if the project is approved;

- Compulsory dialogue between external proponents and one or more curators of MAC USP staff for adaptation and/or production of specific content of interest to the museum to be included in the exhibition;

- Compulsory dialogue between the proponents and the production team, museology, graphic design and publication of MAC USP to define the joint working procedures and respect to the rules MAC USP and University standards;

- The possibility of artwork donation to MAC USP collection from the third parties exhibitions is particularly relevant to the Museum , provided they meet the requirements of its policy of collection expanding. Such proposals will be submitted for analysis according to the criteria specified in this policy, even if considered a priority.

2.2.3 . Exhibitions resulting from projects submitted by artists or their representatives:

MAC USP welcomes artistic propositions, which will be analyzed case by case.

3. Sending exhibition proposals to MAC USP:

Exhibitions proposals to MAC USP should be sent on behalf of MAC USP director by mail or courier (e-mail proposals will not be accepted). Requests will be assessed only with the following documents attached:

- Letter of intent addressed to MAC USP director with a description of the proposed exhibition, its objectives, justification, target audience and expected period of realization;

- Full information(s) on the artwork(s) (title, year, dimensions, technical / support information and quantity of reproductions in case of photography, video, printmaking and other reproducible media);

- Good quality reproduction of the artwork(s) to be exposed;

- Specification of special requirements for storage or display of the artwork(s), if any;

- Curatorial text (most recent version);

- Budget and source of funds;

- Team involved and responsibilities;

- Schedule; and

- Curriculum vitae of the artist or proponent, if any .

4. Deadlines for submission of exhibition draft:

Proposals will be evaluated from March to June and August to November of each year, according to the regimental calendar of the MAC USP Commission for Culture and Extension and Board of Trustees.

The exhibition projects will only be accepted if the expected opening date is at least one year after the date of approval of the project.

5. Deliberation of exhibition proposals at MAC USP:

The Museum is committed to analyse the exhibition proposal and communicate its decision to the applicant within 90 days. This period may be extended if there is need for clarification or additional information from the applicant before determination.

6 . Formalization of commitment

Once all MAC USP instances approve the exhibition proposal, applicants will receive a n official letter from the Museum's Board and will be requested to sign Commitment Term within 30 days to the viability of conditions to the realization of the exhibition, in which will be set out the responsibilities of the institution and the applicant.

7 . Proposal submission address:

Exhibition proposals should be sent by mail, on behalf of the Director of MAC USP to the following address:

Museu de Arte Contemporâ nea da Universidade de São Paulo (MAC USP)
At. Secretaria da Comissão de Pesquisa
Rua da Praça do Relógio, 160 – Cidade Universitária

05508-050 – São Paulo – SP - Brasil

Published in DOE 25/03/2014 , Section I, page 107.

Localização

Contato


Crédito | Conteúdo